Post

Quais são as 4 mais estranhas superstições dos pescadores?

27 de Setembro de 2019

Todo pescador que se preze possui um conjunto de superstições próprias que o ajuda nos dias de pescaria. Seja por segurança, proteção ou para que a sorte o acompanhe e os peixes sejam fartos. 

 

Consequência de uma cultura tradicional dos homens do mar, as superstições acompanham os marinheiros e pescadores ao longo da história e o surgimento de muitas delas é um mistério, mas a sua eficácia é comprovada, garantem os seus adeptos, e não há quem ouse desafiá-las para provar o contrário. 

 

Algumas delas são simples e justificáveis, outras pelo contrário, são surpreendentes pela estranheza. 

 

Encontramos algumas superstições estranhas que podem te ajudar a ter melhor sorte na próxima pescaria


 

1- Barrem as Bananas! 

 

Banana no barco? Nem pensar, isso dá um azar danado! A superstição mais popular entre os pescadores no mundo inteiro é a proibição da fruta dentro de qualquer embarcação. Levar uma banana a bordo é sinal de má sorte para pescadores e marinheiros, e a crença não poderia ser mais séria. Até mesmo itens, marcas de roupas e imagens da fruta devem ser evitadas, ou em casos extremos, retiradas do barco imediatamente para evitar que problemas sérios com a má sorte ocorram durante a pescaria. 

 

Por isso, lembre-se de deixar a sua banana em casa quando for sair para pescar, melhor escolher outra fruta para o lanche. E não leve a sua camisa de frutas tropicais com uma banana desenhada, caso contrário ela pode ser arremessada em alto mar e você será o responsável se a pescaria não for lá essas coisas. Não brinque com a má sorte.

 

2- Repetir peças de roupa

 

Poucas coisas trazem tanta segurança e força como usar aquele amuleto da sorte, não é mesmo? Utilizar um acessório da sorte, que pode ser também uma camiseta ou uma cueca, pode parecer exagero, mas nada melhor que repetir o vestuário que te trouxe tantas alegrias e boa sorte em outras viagens com o objetivo de repetir a mesma fartura de boas energias.

 

Utilizar a mesma cueca, por exemplo, é um clássico que muitos pescadores não abrem mão. Se o segredo para bons peixes está em manter as cuecas da sorte grudadas ao corpo, com certeza esse será apenas um pequeno sacrifício perto dos momentos incríveis que ele pode proporcionar. 

 

3- Sorte de principiante

 

A sorte sempre está do lado dos que nunca pescaram, diz a superstição. Por isso pescadores mais experientes evitam levar os novatos em suas viagens, com medo de que a sua pescaria seja prejudicada pela presença do principiante, que segundo a superstição, vai levar vantagem e acabar com as chances dos mais experientes. Então, se você é o novato da vez, tome cuidado para não ser deixado para trás ‘sem querer’ pelo grupo. 

 

4- A tralha do sucesso

 

Muitos pescadores que já vivenciaram momentos inesquecíveis com sua tralha de pesca, não se separam delas por nenhum motivo, mesmo depois de se tornarem velhas e imprestáveis. 

 

Pode ser uma isca artificial antiga, que já fisgou troféus memoráveis e que trouxe muita sorte em outras pescarias ou pode ser a primeira vara que o pescador teve e que considera como um amuleto de boa sorte, mesmo não utilizando ela, ele precisa carregá-la se quiser ter uma boa pescaria, e onde quer que esteja esses amuletos precisam estar presentes. É uma necessidade a ser cumprida para garantir que tudo dê certo durante a viagem. 


 

E você? Quantas superstições já acumulou durante sua trajetória como pescador? 

 

Quer saber mais sobre o universo da pesca?

 

Siga nossa Newsletter!


 

Equipe Bnboats